Escalada na Lapinha - Rumos: Roteiros para sua próxima aventura!
Escalada na Lapinha
 Arquivos disponíveis:
Selecione um dos arquivos disponíveis
Escalada moderada
Escalada difícil

País - Brasil - Minas Gerais Bookmark and Share

Escalada na Lapinha

Altitude Máxima: 758 metros.

Altitude Mínima: 700

Temporada ideal: Abril a Novembro

Outros locais do roteiro:

  • Gruta da Lapinha
  • Sítio do Rod
  • Forma da obtenção dos dados:

    Através de GPS por Pedro Hauck e georreferenciamento

    Mais informações sobre este roteiro:


    O complexo da Gruta da Lapinha é um dos melhores locais do Brasil para a escalada esportiva, com muitas vias em qualidade em quantidade, sendo um excelente local para evoluir na escalada, pois apresenta muitas vias que vão escalonando em patamares de dificuldades.

    A rocha local é o calcário que é liso, mas tem agarras grandes. As paredes da região não são muito grandes, chegando no máximo à 20 metros de altura, o grande diferencial é que as vias são muito desplomadas e não raro tem tetos com agarras grandes que parecem ser impossíveis de ocorrer naturalmente.

    A razão para isso é que o calcário é uma rocha carbonática que reage à água. Na região já ouve um clima mais úmido com muitos rios que sulcaram a base das paredes. Muitos locais no interior da Lapinha eram cavernas, que tiveram o teto solapado, por isso os diversos corredores naturais com arcos e tetos. A sombra e o clima agradável dentro destes corredores é um alívio em dias quentes.

    No sítio do Rod, que é a opção de hospedagem no local, há uma bela falésia com vias excelentes. O sítio tem piscina, camping, banheiros e uma cozinha por preços atrativos e é o ponto de encontro da galera.

    Histórico:

    A história da escalada na Gruta da Lapinha é a própria história da escalada de Minas Gerais. A região além de contar com a Gruta da Lapinha, conta com diversas outras grutas menos conhecidas e vários grupos de espeleologia pesquisavam a área. Alguns espeleólogos montavam cordas fixas nos paredes externos das grutas para treinar rapel e ascensão em corda e daí começaram a escalar.

    Em 1993 o local ganhou sua primeira via de escalada a “Karren Glass” conquistada por Rodrigo Tinoco, Ricardo Leal e Eduardo Azevedo “Ralf”. Pouco tempo depois um grupo de escaladores de Sabará conheceu o local e o transformou no seu destino para as aventuras dos finais de semana. Este grupo formado por Eustáquio Júnior, Fabiano Fernandes, Emerson Alves, Mário Almeida e Gilberto Torres foram responsáveis pela abertura de mais de 40 vias de escalada no local.

    Depois deste período a escalada em Belo Horizonte ganhou um novo impulso, pois tendo um grande campo escola tão próximo da capital surgiram novos cursos de escalada que até então não existiam. Sem dúvida a Lapinha contribuiu e contribui em muito para atividade de escalada no estado, e seria difícil imaginar a escalada em Belo Horizonte sem a criação deste campo escola. Muitas das pessoas que atualmente escalam, tiveram lá o seu primeiro contato com o esporte; suas mais de 130 vias atualmente registradas atendem a todos os graus de dificuldade sendo que seu ponto forte são as vias com graduação entre 4º e 6º grau.

    Como nem tudo são flores, quando vier conhecê-la não esqueça seu repelente. Os “mosquitos-palha” vivem picando nossas canelas e adoram sangue de escaladores. Fique atento para não virar o prato principal dos danadinhos, especialmente na época das chuvas.

    Não deixe de escalar:

    Indo ao Lapinha não deixe de conhecer a via o Império Contra Ataca, numa sequência de mono dedos no seu inicio ela é uma das escaladas clássicas do lugar. Vá também ao Bloco Romano, lá todas as vias receberam nomes de origem romana e fica em um lugar bem diferente. Outra boa pedida é a via sobreviventes, bem na entrada das vias ela é boa para se aquecer.
    No mais, boas escaladas e divirta-se !!!

    Acesso:

    Saindo de belo Horizonte pela vá até Lagoa Santa e de lá pegue a estrada que leva a Serra do Cipó, nesta estrada quase saindo da zona urbana de Lagoa Santa existe um trevo com a placa indicativa para a Gruta da Lapinha, entre nele a esquerda e siga em frente.
    Chegando ao estacionamento da gruta veja os mapas, eles mostram a trilha e a localização das vias em relação ao estacionamento.

    Para ir de Ônibus

    Na rodoviária de Belo Horizonte a empresa que faz a linha BH/Lagoa Santa é a Unir. Ela tem saídas diretas para a gruta da Lapinha diariamente ou se preferir vá até lagoa Santa e lá pegue um ônibus urbano que também vai até a gruta. O tel. da empresa é :0xx31-3661-1266

    Veja mais:

    :: Livro Guia da região da Lapinha e sítio do Rod





    Notícias Relacionadas:

    Quer contribuir com o Rumos?

    O Rumos está aberto a contribuição de seus leitores. Clique para saber mais.

     



    .
    O site Rumos: Navegação em Montanhas é mantido pelo Portal AltaMontanha.com - Consulte nossa Política de Uso!