Chimborazo - Rumos: Roteiros para sua próxima aventura!
Chimborazo

Preview Google Earth

 Arquivos disponíveis:
Montanhismo moderado

País - Equador Bookmark and Share

Chimborazo

Altitude Máxima: 6310 metros.

Altitude Mínima: 4850 Refúgio Carrel

Temporada ideal: Junho a Julho

Outros locais do roteiro:

  • Chimborazo
  • Forma da obtenção dos dados:

    Georreferenciamento, por Maximo Kausch.

    Mais informações sobre este roteiro:


    Por muito tempo considerada a montanha mais alta do mundo, o Chimborazo foi destronado pelos picos do Himalaia e do Peru. Considerando, porém, a geometria da Terra, o cume é o ponto mais distante do seu centro.

    Esta gigantesca montanha é o ponto culminante do Equador, com seus cinco cumes, o mais alto com 6310 metros.

    Está situado a 150 quilômetros a sudoeste de Quito no "Graben" Inter-Andino, uma depressão da tendência estrutural do norte-nordeste que separa a Cordilheira ocidental e oriental dos Andes no Equador.

    Existem inúmeras rotas para ascensão, a mais comum passa pelo flanco sudeste e é uma variação da rota original de Whymper. A escalada pode também ser feita partindo do lado leste (rota Crista do Sol) que envolve um misto de escalada na rocha e no gelo.
    Existem dois refúgios a aproximadamente 5000 metros, e a maioria dos escaladores fazem seus ataques ao cume partindo dos abrigos. É uma ascensão de 6 a 9 horas com inclinações de até 60 graus. Geralmente o ataque começa por volta da meia noite e o retorno ocorre no fim da manhã.

    Como chegar

    Voar para Quito e pegar um ônibus para Riobamba, onde existem boas acomodações, restaurantes e um adorável mercado aos sábados. Um táxi também pode ser alugado para levar os escaladores até o início da caminhada, que fica a meia hora do refúgio Whymper.
    A entrada no parque custa entre U$5 e U$10. Não há taxa de estacionamento, mas não é recomendável deixar pertences no estacionamento. O bom senso implica também em trazer de volta todo o lixo. Não é cobrada nenhuma taxa para escalar o Chimborazo.

    Melhor época


    Os melhores meses para escalar são Junho e Julho, embora Maio, Agosto e Setembro sejam propícios também. Os meses de inverno, exceto o final de Dezembro e o final de Janeiro, são conhecidos pelas péssimas condições climáticas, especialmente em Abril.
    O ataque ao cume deve começar por volta da meia noite, para que o retorno ao abrigo seja no início da tarde. Trata-se de uma medida de segurança para evitar acidentes devido às rochas soltas de um paredão no caminho e também as nuvens que aparecem durante a tarde, que dificultam encontrar o caminho correto e escondem as diversas gretas dos dois lados da trilha.

    Como já foi dito antes muitos escaladores partem direto do refúgio para o cume. As cabanas contam com suprimentos básicos de comida e primeiros socorros, água, fogão a gás e custam U$10 a noite. Enquanto escala, o montanhista tem seus pertences vigiados por um guardião.

    O acampamento é permitido em qualquer lugar na montanha, e alguns escaladores fazem um acampamento mais próximo ao cume que os refúgios, cortando a jornada em dois dias, o que aumenta a chance de alcançar o cume.

    Rotas

    Face Norte – Las Murallas Rojas
    Graduação  II
    1ª Ascenção: Beltran, Campana, Carrel, Whymper em 1880
    Infos: 8-9 Horas para ascenção. 1188 metros

    Face Norte - via Castillo
    Graduação II
    1ª Ascenção: Desconhecido
    Infos: 8-9 Horas para ascenção 1188 metr

    Face Norte - via Glaciar Thielmann

    Graduação: II para III
    1ª Ascenção: Desconhecido
    Infos: Encosta inclinada 40 Graus. 8 Horas para ascenção. 1319 metros

    Face Oeste
    Graduação: WI4
    1ª Ascenção: S. House em 1996
    Infos: Setores de 85 graus com escalada. 1188 metros

    Rota Original

    Graduação: II
    1ª Ascenção: Carrel, Carrel, Whymper em 1880
    Infos: Seguindo Crista e Face Sudoeste. 8-9 Horas para ascenção. 1310 metros

    Face Sudoeste

    Graduação: III
    1ª Ascenção: L. Griffin, M. Woolridge em 1984
    Infos: 50 graus e seções mais íngremes. 1 ½ dias para ascenção. 1500 metros

    Arista del Sol

    Graduação: V
    1ª Ascenção: J. Anhalzer, R. Cardenas, R. Navarrete em 1983
    Infos: A rota a mais difícil. Os primeiros 2/3 da rota é inteiramente de rocha. Requer 2 dias. 1000 metros.

    História


    1802- O escalador francês Aime Bonpland e o alemão Alexander von Humbolt alcançam 5882m antes de serem parados por uma "fenda insuperável".

    1880- A primeira ascensão da montanha é feita pelo italiano J.A Carrel e pelo britânico E. Whymper pela rota sudeste.

    1980- Nas comemorações do centésimo aniversário da primeira escalada, um enorme refúgio foi aberto abaixo da crista sudeste, aos pés do Glaciar Thielmann. O abrigo foi chamado de Refúgio Whymper e é usado por muitos escaladores como um "acampamento-base".

    1993- Um dos piores acidentes da história do montanhismo no Equador ocorreu nas altas encostas da montanha. Um grupo de 13 pessoas foi atingido por uma avalanche, resultando em 10 mortes.

    Livros


    Ecuador : A Climbing Guide by Yossi Brain. (Setembro 2000)

    Climbing and Hiking in Ecuador, 4th Edition, by Rob Rachowiecki, (Janeiro 1998)


    Notícias Relacionadas:

    Quer contribuir com o Rumos?

    O Rumos está aberto a contribuição de seus leitores. Clique para saber mais.

     



    .
    O site Rumos: Navegação em Montanhas é mantido pelo Portal AltaMontanha.com - Consulte nossa Política de Uso!